International Day of Italian Cuisines

Rio de Janeiro

O Dia Internacional das Cozinhas Italianas 2011: Rio de Janeiro

International Day of Italian Cuisines

Elena Ruocco e Francesco Carli

apresentam

International Day of Italian Cuisines

Como manda a tradição, no dia 17 de Janeiro se comemora no mundo inteiro o Dia Internacional das Cozinhas Italianas.

Este ano, a 4º edição do festival tem como prato oficial o Pesto Genovese e conta com celebrações especiais em algumas cidades do Mundo. No Rio de Janeiro, contará com Francesco Carli, celebre chef Italiano e que trabalha na cidade há mais de 15 anos; Elena Ruocco, chef italiana e membro a junta diretiva de itchefs-GVCI e o chef convidado Claudio Pasquarelli, que virá direto da Ligúria, na Itália, para a comemoração do prato mais célebre de sua região.

International Day of Italian Cuisines
Nicola Finamore, Claudio Pasquarelli, Sous Chef Alessio Durante, Elena Ruocco e Roberto Panizza
International Day of Italian Cuisines
Pesto Championship in Rio de Janeiro
International Day of Italian Cuisines

Claudio Pasquarelli

È chef patron do Restuarante Claudio. Uma Estrella Michelin. A sua grande experiência deixa a sua cozinha representar o melhor do seu território entre o mar e montanha, clássica e elegante è servida em um contesto de excepcional beleza.



Elena Ruocco

É chef de produção da primeira Panificadora Orgânica do Brasil (www.sitiodomoinho.com.br) e desenvolveu o primeiro panettone orgânico respeitando a boa tradição Italiana, além disso, participa do itchefs-GVCI na organização e divulgação de eventos.


Francesco Carli

Chef executivo do Hotel Copacabana Palace, o mais prestigiado hotel da cidade, marcou o Rio com sua cozinha italiana de alta qualidade, tornando seu trabalho reconhecido em todo o Brasil.

International Day of Italian Cuisines
International Day of Italian Cuisines
 

Receita para o molho pesto

International Day of Italian Cuisines

Equipamentos essenciais

  • 1 Pilão de mármore
  • 1 Pilão de madeira


Ingredientes

  • 100 g de manjericão genovês frescos. Se você tiver dificuldades para importar o manjericão genovês fresco D.O.C (Denominação de Origem Controlada) o que garante sabor de alta qualidade, utilize o manjericão local, mas certifique-se de que não é muito forte nem uma das variedades com gosto quase como o hortelã.
  • 30 g nozes de pinhão (os da Sicília são os melhores, mas também na Califórnia, existe uma ótima qualidade deste produto).
  • 60 g de queijo Grana Padano envelhecido ou Parmigiano Reggiano ralado fresco, não poupe nestes ingredientes e tenha certeza de que são de qualidade.
  • 2 dentes de alho de Vassalico (Imperia) se puder! Caso contrário, o alho local irá servir. Apenas certifique-se de que não sejam pré-descascados.
  • 10 g de sal de Maldon “Flaky”.
  • 80 cc Azeite Extra Virgem da "Ligúria" D.O.C conhecido por seu sabor doce e frutado, que adiciona sabor ao manjericão e ao molho.


Processo

International Day of Italian Cuisines
  1. Um Pilão de mármore e um pilão de madeira são as ferramentas tradicionalmente utilizadas para fazer o pesto.
  2. Lave as folhas de manjericão em água fria e seque-as sobre uma toalha de papel, mas não esfregue.
  3. No Pilão de mármore, esmagar cuidadosamente as folhas de manjericão, os dentes de alho e os pinhões. Adicione sal e o queijo para manter a mistura e bata com um leve movimento circular do pilão. Adicione um pouco do Azeite Extra Virgem de vez em quando e continue batendo e misturando até obter um molho fino, suave e cremoso. O Pesto não deve ser gorduroso e a quantidade de óleo usado deve ser bem absorvido a ponto do mesmo não flutuar sobre o molho.
  4. A preparação deve ser feita o mais rapido possível para evitar a oxidação.
  5. Você já obteve 300 g de pesto (aprox), que deve ser mais do que suficiente para servir de 6-8 porções de “trenette”.


NOTA:

Não use um liquidificador porque as lâminas de metal cortam as folhas ao invés de esmagá-las e essa ação pode comprometer o sabor.

A receita do Consorzio del Pesto genoves pede 2 colheres de sopa (20 gramas) de queijo pecorino (Romano, Toscano, Sardo ou Siciliano) também. Esta receita vai bem com ambas as massas tradicionais usadas para o Pesto: trenette ou trofie (na foto).

 

IDIC 2011: Junte-se à onda global de Pesto Genovese

Pesto alla Genovese

Clique na imagem e saiba quem são os chefs que cozinham Pesto Genovese este Janeiro 17. Você pode participar registrando aqui.

 

IDIC 2011: Agenda Global

Pesto alla Genovese

Clique na imagem para saber o cronograma de atividades para este IDIC 2011.